O caso das demissões do Espaço da Cidadania, que seriam por razões políticas, tem mais um capítulo. Depois do promotor Maurício Gomes, titular da 3ª Promotoria de Justiça no município de Campo Maior, pedir instauração de inquérito civil para investigar o ato, os servidores recém-contratados não apareceram para o primeiro dia de trabalho. A coordenação local do órgão disse que não recebeu nenhuma notificação. Sabe-se apenas que alguém os orientou para que não fossem trabalhar.

A notícia, que tem causado repercussão no município, ganhou destaque quando a imprensa local divulgou um requerimento assinado pelo deputado estadual Antonio Félix  pedindo a exoneração de vários servidores do órgão público. No documento   enviado ao secretário estadual de administração,  o parlamentar campomaiorense informa os nomes das pessoas que deveriam assumir as vagas.


Os funcionários demitidos prestavam  serviço para uma empresa terceirizada, contratada pelo governo do estado.

 

Saudade e reconhecimento pelo espetacular trabalho desenvolvido na comunicação campomaiorense. Esse é o sentimento que todos da Imprensa local compartilham neste momento em que perdemos a "eterna sonoplasta da Rádio Heróis do Jenipapo", Luíza Meireles, que faleceu depois de lutar contra um câncer de intestino.

Luíza Meireles iniciou sua trajetória na Rádio Heróis do Jenipapo, continuou quando a emissora  passou a ser Liberdade Am .  A radialista deixou esposo, três filhos e netos.




Uma verdadeira guerra, é no que está se transformando a disputa pelo tráfico de drogas em Teresina. No final de semana passado, dois jovens foram assassinados nas calçadas de suas residências no Bairro Dirceu Arcoverde, zona sudeste da capital.

Quase todos os dias jovens são assassinados por outros jovens, que matam impiedosamente quem atravessar seus interesses financeiros com a venda de drogas. É literalmente a eliminação da concorrência!

Este  que você vê na foto, estirado no chão, é mais uma vítima do tráfico.Ele é Francisco de Assis Rocha e foi assassinado com nove tiros de pistola quando se encontrava dentro de um bar no bairro Dirceu Arcoverde. Dois homens em um Honda Civic preto desceram do veiculo e já entraram no bar atirando. Assis Rocha depois de baleado ainda tentou chegar em sua residência, mas tombou no meio da rua e morreu na frente de várias pessoas, inclusive de familiares.

Todos os dias são registrados tiroteios em praticamente todos os bairros de Teresina. Além da disputa frente à frente nas ruas da cidade, os desafeto usam também as redes sociais da internet para postar armas e desafiar seus concorrentes no mundo do crime.



O Promotor Maurício Gomes, titular da 3ª Promotoria de Justiça no município de Campo Maior, instaurou um inquérito civil para investigar ato praticado pelo deputado estadual Antônio Félix (PSD).


Segundo a portaria de nº 016/2014, do dia 15 de julho, o promotor foi informado através da notícia de fato nº 527/2014, que o deputado estadual Antônio Félix, estaria usando de possível influência política junto ao poder executivo estadual para determinar a demissão e/ou a contratação de pessoas para empresa terceirizada, que presta serviço ao estado, junto ao Espaço Cidadão de Campo Maior.
Antônio Félix(Imagem:Francyelle Elias/GP1)

Segundo o promotor, a “alegada ingerência estaria sendo motivada por expediente político-eleitoral, visando prejudicar eleitores que não acompanharem os ideais políticos do mencionado deputado estadual, bem como beneficiar outros que lhe sejam simpatizantes”, disse.
Imagem: ReproduçãoPromotor de Justiça Maurício Gomes de Sousa(Imagem:Reprodução)Promotor de Justiça Maurício Gomes de Sousa
O promotor Maurício Gomes afirmou ainda que se comprovada a denúncia, ela pode configurar ato de improbidade administrativa, tendo ainda repercussão penal.

O Secretário de Administração, João Henrique de Almeida Sousa e o deputado Antônio Félix serão notificados para apresentarem respostas aos fatos ora mencionados no prazo de 10 dias de sua notificação. A investigação terá um prazo de 30 dias.

O deputado estadual  afirmou não ter conhecimento da instauração do inquérito. “Eu ainda não estou sabendo. Ainda tenho que ver do que se trata. O que teve foi algumas mudanças no começo do governo Zé Filho, que são mudanças naturais. Acho que é uma denúncia muito vazia, em período eleitoreiro. E eu ainda vou me informar direito sobre o que se trata”, disse o deputado.

Fonte:GP1


O promotor de Justiça Maurício Gomes, titular da 3ª Promotoria no município de Campo Maior, instaurou inquérito civil para investigar o prefeito de Jatobá do Piauí, Dalberto Rocha, por estar realizando despesas com pessoal acima do que permite a Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF).
Imagem: ReproduçãoPrefeito Dalberto Rocha(Imagem:Reprodução)Prefeito Dalberto Rocha
Maurício Gomes afirmou que foi informado através da Notícia de Fato n.º 396/2014, que o município de Jatobá do Piauí estaria realizando despesas com pessoal no percentual de 54,90% de suas receitas corrente líquidas. Só que a Lei de Responsabilidade Fiscal estipula como limite legal para referidas despesas com pessoal, para o Poder Executivo municipal, o patamar de 54% de suas receitas correntes líquidas.

Segundo o promotor, “é dever de todo gestor público observar na administração da coisa pública os princípios constitucionais da legalidade, moralidade, impessoalidade, eficiência e publicidade, dentre outros, conforme art. 37, da CRFB/88. Que referida notícia é grave e merece maior averiguação antes de providências civis e administrativas cabíveis”.

O promotor ainda solicitou ao Secretário Municipal de Administração de Jatobá do Piauí relatórios de gestão fiscal municipal relativos a todos os quadrimestres dos anos de 2010 até 2014, ainda em curso. Além da relação de todos os servidores públicos municipais, efetivos ou não, relativas aos meses de janeiro a julho de 2014

Foram solicitadas também ao Tribunal de Contas do Estado do Piauí informações sobre os fatos, devendo informar desde quando se denota referida prática administrativa. O prefeito Dalberto Rocha de Andrade será notificado para apresentar resposta aos fatos.

fonte: gp1
 
Sete bandidos armados invadiram na manha desta segunda feira(21) a Agencia do Banco do Brasil de Luzilândia, no norte do estado. A polícia foi avisada e ainda conseguiu prender quatro dos assaltantes. Eles entraram no banco levando o armamento dentro de mochilas, mas o alarme do detector de metal disparou e houve muita correria no interior do banco.Neste momento a polícia de Luzilândia está tentando prender os demais assaltantes que fugiram por estradas vicinais da região.
Exibindo IMG-20140721-WA0006.jpg      Assaltantes jogaram dinheiro no meio do mato

   A Força Tática de Campo Maior realizou uma operação na tarde de ontem(20) e conseguiu  recuperar a moto Pop que foi tomada de assalto de sábado para domingo, durante os festejos do Povoado Alto do Meio. Os dois bandidos responsáveis pelo o assalto de duas motos do Alto do Meio já estavam atuando na cidade de Nazaré, onde realizaram um  assalto a um Posto de Gasolina. Os bandidos foram interceptados pela polícia próximo ao Monumento do Jenipapo na BR 343. Ao serem perseguidos, eles entraram em um matagal e pularam uma cerca de arame já atirando contra a guarnição policial, que  revidou, mas ninguém saiu ferido.Nesta ação ação, a polícia conseguiu recuperar a moto Pop preta que foi roubada no Alto do Meio e abandonada  pelos assaltantes junto com parte do dinheiro que eles roubaram em Nazaré.Os bandidos conseguiram fugir e estão sendo seguidos pela polícia.
   A operação contou com o comando do Sargento Cunha, apoiado pelo Sargento Gilvan,Soldado Reinaldo e Soldado Andrade.
Exibindo IMG-20140721-WA0001.jpg
Os moradores do Povoado Alto do Meio, que fica a 06 km de Campo Maior, estão impressionados com a ousadia de dois bandidos armados que assaltaram duas motos durante a realização dos Festejos religiosos da comunidade.

O primeiro assalto aconteceu na rua principal do povoado, quando uma garota foi atacada pelos bandidos ao pilotar sua moto Pop. Eles colocaram uma arma de fogo na cabeça dela e tomaram a moto com violência. Minutos depois, os mesmos bandidos, usando  camisas no rosto para não serem reconhecidos, tomaram de assalto outra moto em meio a uma multidão que participava da festa.


O povoado Alto do Meio é tido como um bairro de Campo Maior e os festejos religiosos são muito prestigiados por moradores da região, mas a comunidade anda assustada com a onda de violência que cresce a cada dia no local, onde muitas  chácaras são assaltadas.
A Polícia de Campo Maior ainda não tem pistas dos assaltantes.
    Os bandidos aproveitaram os festejos para assaltar

                 

 

Deve acontecer ainda nesta semana, uma audiência no Fórum de Campo Maior, onde serão revelados os nomes de advogados e servidores  que estariam envolvidos com crime de corrupção e formação de quadrilha. A denúncia foi feita pela Procuradora Geral de Justiça do Piaui, Zélia Saraiva de Lima, que já pediu o imediato afastamento do juiz da cidade de José de Freitas, Lirton Nogueira Santos, que também teve pedida a quebra de seu sigilo bancário e telefônico.

A procuradora quer a prisão do atual  Juiz de José de Freitas, que já atuou na Comarca de Campo Maior e pede também a prisão de três advogados muito famosos no Território dos  Carnaubais e um servidor do Fórum local, que teria facilitado a realização dos atos delituosos.O crime cometido teria sido o saque milionário contra a Empresa Ponte, cujo empresário foi à falência pela ação de advogados que promoveram uma verdadeiro "arrastão financeiro" nas contas bancárias.

Como aconteceu tudo isto? Quem autorizou esses saques milionários? Quem apareceu milionário da noite para o dia em Campo Maior? São essas respostas que deverão ser respondidas na audiência que deve acontecer até a próxima terça feira, no Fórum Local.
Vizinhos do conhecido Zé Didor, chegaram a anunciar que ele teria falecido.Em contato coma família, a informação que foi obtida, é que o mesmo se encontra em grave estado de saúde, no Hospital Getúlio Vargas em Teresina.

Zé Didor ganhou fama nacional com o Museu da Fundação Cardoso Neto e é considerado um patrimônio da história campomaiorense ao resguardar mais de 10 mil peças de vultos da história local e nacional.
Começou oficialmente nesse sábado (19/07), Dia D, a festa de aniversário do Armazém Paraíba. A maior rede  de varejo do Piauí, uma das maiores do Brasil , realiza grandes  promoções com a campanha  #VemPraFesta.


Em Campo Maior colaboradores e clientes comemoraram  o dia Dia D Paraíba. Um bolo de aniversário foi oferecido aos presentes.


No Aniversário Paraíba  os clientes , além de aproveitar as grandes ofertas, participam do sorteio de muitos prêmios. Serão R$ 300, 000,00 (trezentos mil reais), em barras de ouro e mais 200,00 mil reais em mercadorias, totalizando meio milhão de reais só na premiação.










Veja também:


CONHEÇA A HISTÓRIA DO ARMAZÉM PARAÍBA.

No final dos anos de 1950, enquanto o Brasil vivia os chamados “Anos Dourados”, marcados por transformações econômicas e culturais, o Nordeste passava por mais uma seca que trazia prejuízos à economia regional. Nesse ambiente de desafios, os irmãos  Claudino,  que  até  então  tinham  seus  negócios  na  cidade  de  Cajazeiras,  na  Paraíba, buscam alternativas para suas atividades empresariais. Em 1958, resolvem se instalar na cidade de Bacabal, no Maranhão, atraídos pelas boas notícias levadas pelos  viajantes.  Ali,  em  uma  antiga  usina  de  beneficiamento  de  arroz,  nasceu  o  Armazém Paraíba, empresa que deu origem ao Grupo Claudino.

Primeira loja do Armazém Paraíba
A  loja  mudou  conceitos  no  comércio  local,  realizando  promoções,  oferecendo  facilidades e trazendo para a cidade as novidades dos grandes centros. O sucesso provocou uma demanda crescente por mais produtos e a abertura de novas lojas em outras cidades.


Com  a  expansão,  em  1968  a  matriz  do  Armazém  Paraíba  é  instalada  em  Teresina,  Piauí, pela localização estratégica da cidade para o abastecimento e gestão da rede. O crescimento do Armazém Paraíba, em uma região carente de produtos e serviços, também  gerou  oportunidades  para  outros  empreendimentos.  Assim, vieram  as  indústrias, agência de publicidade, construtora, gráfica, frigorífico e shopping centers, entre outros negócios que formam o Grupo Claudino.
O S.A.A.E (Serviço Autônomo de Água e Esgotos de Campo Maior) entrega mais um sistema comunitário de abastecimento d’água na zona rural do município. Desta vez foi na localidade Lagoa Seca, cujo benefício da água encanada vai atender a 17 famílias do local. O  Presidente da Associação dos Moradores da Localidade Lagoa Seca, Francisco Nonato da Silva Filho, afirma que “antes aqui era uma dificuldade e hoje vocês podem ver aí a água para toda a comunidade”.

O Diretor do SAAE, João Lima, disse que o Sistema  de Abastecimento de Água do Povoado Lagoa Seca é composto de reservatório de 10.000litros de água, conjunto de eletro-bomba submersa, com muro de proteção e 2.460 metros de tubulação para levar água nas torneiras e chuveiros de todas as residências.

O vereador Luis Lima que há tempos lutava com os moradores com essa reivindicação falou “Estamos muito felizes em poder contribuir com as famílias da Lagoa Seca, que sofreram ao longo do tempo. Vemos que o importante é que o homem do campo permaneça no campo, para isso temos que dar boas condições de vida”, completa.

O Vereador Fernando Miranda, que já dirigiu o SAAE, disse que a meta é continuar alcançando mais comunidades rurais que se ressentem da falta d’água e que além de atender o interior do município, continuam as obras da troca de canos na zona urbana de Campo Maior, onde já foram removidos 19 km de canos velhos enferrujados e colocados canos de PVC, modernos e higiênicos.

A festa foi presenciada por uma das primeiras moradoras da Localidade Dona Mocinha, 83 anos, que tem 100 netos e 30 bisnetos. Ela disse que nunca pensava ainda testemunhar uma cena dessas em vida.


Fonte: Ascom
Entrada do Aeroporto trancada
Entrada do Aeroporto trancada
Foto: Reprodução

O governo de Minas Gerais gastou quase R$ 14 milhões para construir um aeroporto dentro de uma fazenda de um tio do senador tucano Aécio Neves, no fim do seu segundo mandato como governador do Estado.
Construído no município de Cláudio, a 150 km de Belo Horizonte, o aeroporto ficou pronto em outubro de 2010 e é administrado por familiares de Aécio, candidato do PSDB à Presidência.
A família de Múcio Guimarães Tolentino, 88, tio-avô do senador e ex-prefeito de Cláudio, guarda as chaves do portão do aeroporto. Para pousar ali, é preciso pedir autorização aos filhos de Múcio.
Segundo um deles, Fernando Tolentino, a pista recebe pelo menos um voo por semana, e seu primo Aécio Neves usa o aeroporto sempre que visita a cidade. O senador, sua mãe e suas irmãs são donos da Fazenda da Mata, a 6 km do aeroporto.
Dono do terreno onde o aeroporto foi construído e da fazenda Santa Izabel, ao lado da pista, Múcio é irmão da avó de Aécio, Risoleta Tolentino Neves (1917-2003), que foi casada por 47 anos com Tancredo Neves (1910-1985).
A pista tem 1 km e condições de receber aeronaves de pequeno e médio porte, com até 50 passageiros. O local não tem funcionários e sua operação é considerada irregular pela Anac (Agência Nacional de Aviação Civil).
A agência federal informou à Folha que ainda não recebeu do governo estadual todos os documentos necessários para a homologação do aeroporto, procedimento exigido por lei para que ele seja aberto ao público.
Sem se identificar como jornalista, o repórter da Folha procurou a Prefeitura de Cláudio na última semana como uma pessoa interessada em usar o aeroporto da cidade.
O chefe de gabinete do prefeito, José Vicente de Barros, disse que Múcio Tolentino deveria ser procurado. "O aeroporto é do Estado, mas fica no terreno dele", afirmou.
Com 30 mil habitantes, Cláudio é rodeada por fazendas. Economicamente, sua importância é modesta. A vizinha Divinópolis, a 50 km, já tinha aeroporto quando o de Cláudio foi construído. A obra foi executada pelo Deop (Departamento de Obras Públicas do Estado) e fez parte de um programa lançado por Aécio para aumentar o número de aeroportos de pequeno e médio porte em Minas.
O governo do Estado desapropriou a área de Múcio Tolentino antes da licitação do aeroporto e até hoje eles discutem na Justiça a indenização. O Estado fez um depósito judicial de mais de R$ 1 milhão pelo terreno, mas o tio de Aécio contesta o valor. Seu advogado, Leandro Gonçalves, não quis falar sobre o caso.
Antes de o aeroporto ser construído, havia no local uma pista de pouso mais simples, de terra. Ela foi construída em 1983, quando Tancredo era governador de Minas e Múcio era prefeito de Cláudio, terra natal de Risoleta.
Orçado em R$ 13,5 milhões, o aeroporto foi feito pela construtora Vilasa, responsável por outros aeroportos incluídos no programa mineiro. O custo final da obra, somados aditivos feitos ao contrato original, foi de R$ 13,9 milhões.
Fonte: Folha de Sao Paulo
Mais um preso foi encontrado morto na Penitenciária Major César Oliveira, que fica entre Altos e Teresina. Os policiais encontraram o corpo de Maurício Chaves Leal, natural de Altos,  na ala dos doentes psiquiátricos. Foi mais um preso que se enforcou, segundo informações extra-oficiais.

A morte de presos com problemas mentais no Hospital Psiquiátrico da Penitenciária Major Cesar Oliveira tem se transformado em um debate entre o Poder Judiciário e a Segurança Pública. A proposta é transferir os presos com transtornos  mentais para o Hospital Psiquiátrico Areolino de Abreu, em Teresina. Esse é um assunto que envolve muitas entidades e a discussão não está bem definida.

Mauricio Chaves Leal tinha 32 anos cometeu suicídio dentro de uma das celas do presídio. Ele era considerado um preso  de estado emocional crítico e  cumpria pena  por ter matado o próprio pai, anos atrás.


Um caso emocionante, comprova mais uma vez a importância da comunicação e principalmente do rádio.Na edição do Jornal Regional da Meio Norte FM de Campo Maior de sexta feira (18/07), uma ouvinte de nome Karoline enviou mensagem de texto para a produção do programa pedindo ajuda para encontrar sua mãe que estava desaparecida. Minutos depois, outra ouvinte, Emanuelly Arruda, entrou em contato com o jornalista Arnaldo Ribeiro informando que um site de Sobral – CE noticiava que uma mulher estaria perdida naquela cidade. A pessoa localizada no Ceará é mesmo a mãe de Karoline.
Exibindo IMG-20140719-WA0006.jpg
A filha Caroline reencontra a mãe
A filha  se dirigiu à cidade de Sobral e trouxe a mãe para sua casa, em Campo Maior. O caso emocionou os campomaiorenses e o apresentador Arnaldo Ribeiro não se conteve e mostrou sua emoção ao vivo,no programa de rádio. Essa é a foto da campomaiorense que foi encontrada no terminal rodoviário de Sobral. Ela foi recolhida a um abrigo, foi alimentada e recebeu cuidados médicos. Karoline, a filha, disse que está muito feliz em trazer de volta sua mãe para o convívio do lar e agradece a todas as pessoas que ajudaram na hora em que precisou de apoio para viajar e reencontrá-la.

         



Fonte:Sobral 24 horas

GERAL