A piauiense Carliene(foto) foi assassinada em São Paulo. Carliene é natural de Piripiri e foi esfaqueada em uma parada de ônibus no centro de São Paulo,durante um assalto.
  A família de Carliene mora no Assentamento "Mulheres Organizadas", na zona rural de Piripiri e está tentando conseguir dinheiro para enterrar a garota em sua terra natal.
Um detento da Penitenciária de Esperantina, no Norte do Estado, foi aprovado no Enem (Exame Nacional do Ensino Médio), para o curso de Medicina, é o que informa o Secretário Estadual de Justiça, Daniel Oliveira . O preso era estudante do EJA (Ensino de Jovens e Adultos), oferecido pela Secretaria Estadual de Justiça dentro da penitenciária.
O secretário disse que quando um preso passa no Enem para cursos superiores tem que se matricular na instituição de ensino superior, trancar a matrícula até que possa progredir para o regime semiaberto quando ele pode sair da penitenciária durante o dia e voltar para continuar pagando a pena durante a noite.
 O preso tem direito, dependendo do período de tempo de prisão, à progressão da pena para cumprir no regime semiaberto, por que em regime fechado ele não tem como ir para a universidade e assistir aula. O nome do preso será revelado. Isso mostra que os presídios podem ressocializar seus detentos, principalmente através dos estudos.

Folder da Programação do XI Cachaça Fest(Imagem:Reprodução)
A boa música, as belezas naturais, a rica culinária regional e o agronegócio, e muita cachaça, estarão em destaque mais uma vez num festival que já virou tradição no Piauí! O Cachaça Fest acontece de 04 à 06 de setembro na cidade de Castelo do Piauí, que fica a cerca de 180 km da capital, Teresina.

Nos dias 04, 05 e 06 de Setembro Castelo do Piauí estará preparada para receber visitantes de todo o Brasil. E todos poderão aproveitar não apenas o festival, mas também descobrir as belezas naturais que cercam a cidade, como as pinturas encontradas em seus lajedos e rochas, que formam importantes sítios arqueológicos ou quem sabe, praticar ecoturismo e visitar os cânions, com paredões que chegam a 40 metros de altura e dão contorno ao rio Poti, ideais para canoagem e rapel.

Em sua décima primeira edição, pela primeira vez, o evento irá acontecer no mês de Setembro, dentro das comemorações do aniversário de 253 Anos de Castelo do Piauí e apresentará atrações regionais e nacionais como: Valdo e Felipe, Banda Top Gun, Fagner, Marcelo Bonfá e Tribo de Jah.






Depois de um empate duplo na rodada de abertura, a Copa Piauí 2015 continua neste fim de semana. Caiçara e Parnahyba entram em campo no sábado (5), em jogo que abre a segunda rodada da competição.

Apesar de ter o mando de campo, o Caiçara não joga em casa. O duelo do time de Campo Maior contra o Tubarão será realizado no estádio Felipão, em Altos. A partida teve que ser transferida para outro local depois de a FFP vetar o estádio Deusdeth Melo devido às péssimas condições do gramado.

Mesmo com a mudança, o Leão segue confiante e promete rugir alto em busca da primeira vitória. Já o Parnahyba trabalha para melhorar a posse de bola e ter uma boa atuação diante do rival.

O jogo entre Caiçara x Parnahyba está marcado para as 15h45 e terá arbitragem de Karol Vinícius, Ozeas Santos e Samuel Lustosa.

Os ingressos estarão disponíveis para a torcida apenas no dia da partida. A venda acontece nas bilheterias do estádio Felipão, com preço promocional de R$ 10,00 para todo o público.



A ELEIÇÃO É SÓ PRÓXIMO ANO, MAS A DISPUTA PELA PREFEITURA DE JATOBÁ DO PIAUÍ JÁ ESTÁ FERVENDO.
  NO PODER, A CONCORRÊNCIA DOS PRIMOS PODE SER ACIRRADA, POR QUE HÁ UMA GUERRA INTERNA ENTRE OS ATUAIS MANDATÁRIOS PELA CADEIRA MAIOR DA CIDADE.
 MESMO COM DIREITOS POLÍTICOS CASSADOS POR INÚMERAS ACUSAÇÕES DE CORRUPÇÃO, TEM GENTE QUERENDO RETOMAR O PODER COM A PRETENSÃO INCLUSIVE DE ROMPER COM OS ATUAIS LAÇOS DE PARENTESCO.
  NA OPOSIÇÃO, TÁ TODO MUNDO LOUCO PELO PODER. HÁ AMPLAS POSSIBILIDADES DE VENCER AS ELEIÇÕES, O PROBLEMA É QUE NÃO HÁ UNIÃO ENTRE OS PRETENDENTES, PARA ALEGRIA DOS ATUAIS "PODEROSOS".
   UMA TURMA DE PLAYBOIZINHOS  QUE SÓ ANDAM EM JATOBÁ EM EVENTOS FESTIVOS, DESFILANDO EM CARROS DE LUXO, ADQUIRIDOS NA SOMBRA DE  GENERAIS ELEITORAIS, ACHAM QUE VÃO GANHAR A ELEIÇÃO COM O BATIDO  DISCURSO IDEALISTA ,PREGANDO POBREZA E MUDANÇAS, MAS DESFILANDO COMO NOVOS PRÍNCIPES EM SUAS CARRETAS DE ARROGÂNCIA.  AÍ FICA DIFÍCIL.


O presidente do Tribunal de Contas do Estado (TCE-PI), conselheiro Luciano Nunes, criou polêmica nas redes sociais  ao comparar a concessão de auxílio moradia aos conselheiros do TCE-PI ao escândalo de desvios de dinheiro da Petrobras. Ao ser questionado  sobre o momento para concessão do benefício ser inoportuno, ele responde afirmando que o valor será bem menor que o desviado da estatal.

O Conselheiro gravou um vídeo que  tem repercutido muito  na internet . Os internautas têm acusado o conselheiro de “debochar” da situação. O pagamento do auxílio moradia irá gerar um custo de R$ 3,6 milhões aos cofres públicos.
“É bem menor que o que roubaram da Petrobras. O que fizeram lá foi um roubo efetivamente. Agora aqui discutimos se a busca pelo direito é oportuna ou não. Posso dizer que é oportuna ou inoportuna. Na minha opinião é inoportuno, mas eu não posso responder pelos meus colegas que acharam que é inoportuno”, declarou.
 Luciano Nunes ainda argumenta que o momento de crise vivido pelo país não foi criado pelos tribunais. “O momento do Brasil não foi criado pelos Tribunais de Contas. Há de entender que o Tribunal faz um trabalho louvável e de integração. Não tem gaveta. As informações aqui não vazam são compartilhadas”, declarou.
ENTENDA A POLÊMICA
19 integrantes do Tribunal de Contas do Piauí vão receber a quantia de R$ 3.631.901.94 em auxílio moradia. Todos eles moram em Teresina e possuem residência fixa na capital. A necessidade da concessão do benefício passou a ser contestada pela sociedade e pal Ordem dos Advogados do Brasil, secção Piauí.
O deputado estadual, Aluísio Martins, o prefeito Paulo Martins e o secretário de Saúde de Campo Maior, Marcelo Miranda, acertaram detalhes do convenio que será encaminhado para a Secretaria Estadual de Saúde para equipar as seis unidades de saúde (UBS) que estão sendo construídas no município. O Governo do Estado irá liberar R$ 300 mil para as unidades.
DSC_0009
A celebração do convênio foi acertada entre o secretário municipal, Marcelo Miranda e o secretário estadual de Saúde, Francisco Costa, que se reuniram  na Secretaria de Saúde do Estado.
10480137_10206431207371527_2729093589825007849_n
O deputado estadual, Aluísio Martins, disse que vai encaminhar ao governador Wellington Dias o convênio para que ele autorize a SESAPI a liberar a verba, que será proveniente da Secretaria Estadual de Saúde.
O prefeito Paulo Martins lembrou que a Prefeitura de Campo Maior conseguiu junto ao Ministério da Saúde o dinheiro apenas para a construção das unidades de saúde e também para uma Unidade de Pronto Atendimento. “Todos os prédios estão em fase de conclusão”, reforçou Paulo Martins.
DSC_0011
Marcelo Miranda disse que o dinheiro servirá para a compra de materiais e equipamentos permanentes para as UBS dos Bairros Cidade Nova, Matadouro, São Luís, Fripisa, no Centro da cidade e outra na comunidade Corredores.

ascom

Momentos de Terror: Homem dispara vários tiros no centro de Castelo do Piauí
Um Homem identificado como Antonio Ivan Soares de Sousa, Natural de Crateús Ceará, disparou vários tiros com uma arma calibre 38 no centro de Castelo do Piauí. Ele  saiu atirando para cima e para os lados aterrorizando os comerciantes e populares que  passavam nas proximidades do Bar Irmãos Coragem até o armarinho Santa Edwiges onde o atirador foi detido.
Após o elemento ser imobilizado pelo delegado Laércio Evangelista e pelos policiais Civis Soares e Marcone a população se revoltou e quis linchá-lo. O delegado Laércio Evangelista conseguiu conter a população e o levou para a Delegacia.


  A matéria foi publicada no Jornal Nacional da Rede Globo, no dia 22 de outubro de 2011. Três anos depois, nenhuma resposta oficial foi dada  à sociedade piauiense sobre o  homem que sentava na cadeira mais importante do poder judiciário em Campo Maior, justamente o juiz da cidade, alvo de um flagrante que envergonhou o país.
Foi esta a matéria publicada nacionalmente:
O juiz José Wiliam Veloso, da comarca de Campo Maior, no Piauí, foi afastado do cargo suspeito de exigir propina da prefeita da cidade vizinha de Nossa Senhora de Nazaré, Luciene Silva, em troca da venda de sentenças. O magistrado foi flagrado em uma ação da Polícia Federal e do Ministério Público e recebendo a propina.
Segundo a polícia, a prefeitura de Nossa Senhora de Nazaré começou a construção de uma estrada para transportar estudantes na zona rural, mas a obra foi suspensa porque o dono de um sítio recorreu à Justiça.
A decisão sobre a estrada cabia ao juiz Veloso, que responde pela comarca da cidade. Durante um ano, o magistrado não tomou nenhuma decisão sobre o caso. E, segundo a prefeita, ele pediu dinheiro para dar uma sentença favorável à prefeitura. Luciene Silva afirma que foi pressionada pelo juiz para pagar propina e que procurou o Ministério Público para relatar o caso: “Para liberar a sentença da estrada, ele pediu R$ 1 mil”, conta ela.
Por orientação do Ministério Público, a prefeita gravou uma conversa com o juiz. Luciane disse que retirou o dinheiro no banco com autorização do MP e da PF. “Filmamos as notas em série e em seguida coloquei o dinheiro no bolso e me dirigi ao Cartório Eleitoral”, afirma.
O encontro com juiz foi gravado com equipamento da Polícia Federal. Logo depois do pagamento, um promotor de Justiça, um representante da Corregedoria e um policial federal foram à sala do juiz e pediram o dinheiro de volta. O juiz afirmou que estava "constrangido".
O policial identificou as notas pelo número de série que estava com a prefeita e o dinheiro foi apreendido: “O senhor só não vai ser preso agora porque o senhor tem a prerrogativa do cargo. Mas nós vamos imediatamente à delegacia registrar a ocorrência e encaminhar ao tribunal”, afirmou um dos representantes do poder público.
O Tribunal de Justiça do Piauí afastou o juiz do cargo e abriu dois processos: um administrativo e outro criminal. “Se ficar provado que houve o crime de extorsão ou corrupção passiva, ele pode vir a ser demitido do cargo de juiz que exerce há vários anos”, afirma o presidente do Tribunal de Justiça, Edvaldo Moura.
O caso mais recente de corrupção dentro do Poder Judiciário Piauiense envolve o Juiz José Ramos Dias Filho que era titular da 2ª Vara Cível da Comarca de Teresina e foi afastado pelo presidente do Tribunal de Justiça do Estado do Piauí, desembargador Raimundo Eufrásio. A determinação do afastamento se deu pelas acusações de diversas irregularidades no exercício das funções, como sumir com processos, que caracterizou desvio de conduta.
O desembargador acompanhou a determinação do ministro do STF, Celso de Mello, que semana passada havia cassado a liminar que mantinha o juiz na função. O CNJ já havia determinado o afastamento do magistrado. José Ramos Dias Filho responde hoje por 13 processos administrativos.
Outras acusações que caem sobre o juiz é da sua atuação arbitrária e parcialidade nas decisões.
1.png
2.png
Publicado Por: Jhone Sousa

Olha que coisa bacana para quem cuida do acerto de contas públicas no Piauí: 19 integrantes do Tribunal de Contas do Piauí – dois deles já falecidos – vão receber dos cambaleantes cofres públicos piauienses a quantia de R$ 3.631.901.94.

O dinheiro generosamente oferecido aos integrantes do Tribunal de Contas do Piauí é resultado de um incompreensível “auxílio-moradia”.  Uma vez que residem em Teresina, em imóveis de elevado padrão e de sua propriedade, todos os beneficiários deste refresco dulcíssimo financiado pelo Tesouro estadual , fica difícil entender porque lhes é devido esse tal benefício.
Mas no Brasil tudo pode e há quem possa um pouco mais. Foi o que fizeram magistrados do STF. Em setembro do ano passado, o juiz Luiz Fux, do Supremo, determinou que fosse pago a todos os magistrados brasileiros um auxilio-moradia no valor de R$ 4.377,73.
Abriu-se uma porteira para uma vaca leiteira que iria espalhar o auxilio a quem pudesse fazer uso da lei por similaridade. E foi o que fizeram os distintos integrantes do Tribunal de Contas do Piauí, decidindo em causa própria.
A decisão do “pague-se-me” abriu-se com pedido do conselheiro Olavo Rebelo, indicado para o TCE por seu ex-companheiro de Partido dos Trabalhadores, hoje novamente governador do Piauí Wellington Dias.
Em documento de 15 de junho deste ano, autoriza que sejam pagos ao conselheiro, a titulo de auxílio-moradia, retroativo a setembro de 2009, o valor de R$ 221.970,55. É o mesmo valor pago a Abelardo Pio Vilanova, Alisson Felipe de Araújo, Anfrísio Neto Lobão Castelo Branco (conselheiro aposentado), Delano Câmara, Jackson Veras, Jaylson Campelo, Kennedy Barros, José Araújo Pinheiro Junior, Leandro Maciel do Nascimento, Luciano Nunes (atual presidente do TCE), Márcio André Vasconcelos, Plínio Valente Neto, Raíssa Maria Rezende de Deus, e Waltânia Alvarenga.
Valores menores foram pagos em nome do ex-conselheiro Xavier Neto (R$ 65.269,29) e ao ex-auditor Jaime Amorim Junior (R$ 91.485,95). Os dois faleceram em um acidente aéreo.
Lilian Martins, esposa do ex-governador Wilson Martins, e substituta de Xavier Neto, teve valor de R$ 122.435,22.
O conselheiro aposentado Sabino Paulo fez justa a R$ 23.153,23.


Por Claudio Barros,jornalista

Já está pronto o pedido de demissão como pena imposta contra o defensor público Adriano Moreti, acusado de cobrar de pobres por um serviço constitucionalmente gratuito.
Moreti chegou a ser preso pela Polícia Civil -  realizou, neste caso, o seu trabalho no combate a atos corruptos.
Blog Bastidores, que acompanha o caso, entrou em contato com a Defensoria Pública  pedindo informações sobre a situação do processo interno contra Moreti, quando foi informado de que a comissão que apurava o caso sugeriu “a sanção máxima, a demissão do defensor”.
A conclusão da comissão foi acolhida pela Defensora Pública Geral, Hildeth Evangelista, e os autos encaminhados ao Palácio de Karnak.
Sobre a matéria que publicamos acerca de uma candidatura única em Nossa Senhora de Nazaré, recebemos da vice prefeita do município, Gercina Borges, a seguinte observação.

"Lí a matéria sobre pré candidatura única em Nossa Senhora de Nazaré e digo-lhe que candidatura única não é bom para a democracia, mas é uma tendencia natural que manifesta-se pelo desejo popular ou pela falta de oportunidade de crescimento político, o que desestimula o surgimento de novas lideranças. Antecipar esse debate é uma estratégia política para colocar o nome à prova, pois eles estão querendo ver a reação da população, haja visto, lá não ter lugar para todos. E isso vem sendo divulgado há dois anos pelo prefeito e algumas de suas lideranças.

Nós que somos da oposição temos consciência de que uma campanha  prematura atropela o processo natural de amadurecimento de um político, por isso estamos articulando com cautela e lançaremos uma pré candidatura no momento oportuno. Dentro do grupo existem lideranças que são membros de partidos políticos com grande representação no cenário político atual em todas as esferas e que possuem uma ressonância popular e administrativa que nos respalda eventualmente a disputar as eleições em 2016."
O presidente estadual do Solidariedade no Piauí, deputado federal Mainha, afirmou que irá acionar a Justiça por calúnia e difamação contra as denúncias do vereador Antônio José Lira (DEM). O vereador acusou o parlamentar de ter pago “protegidos políticos” com dinheiro do fundo partidário na época em que comandou o DEMOCRATAS no Piauí.
Mainha deve processar o verador Foto: Ascom
O deputado federal negou as acusações e disse serem palavras “agressivas e caluniosas”. Durante discurso no plenário da Câmara de Teresina, Antônio José Lira chamou o parlamentar de gigolô, preguiçoso e aproveitador.
“Ele é um preguiçoso, acorda meio dia. Não sabe fazer nada. Ele pagava as pessoas que protegia com o fundo partidário do DEM. Eram várias pessoas na folha de pagamento do nosso partido. Saiu de lá e deixou uma dívida de R$ 190 mil”, afirmou Lira.
VEJA RESPOSTA DO DEPUTADO:
Comprometido com o meu papel à frente das missões que desempenhei até aqui na minha vida pública, estranho as palavras agressivas e caluniosas a mim dirigidas hoje em sessão plenária do executivo municipal teresinense.  Diante do exposto na imprensa, torno público a decisão de acionar a instância jurídica por calúnia e difamação já que as denúncias proferidas por um vereador de Teresina não tem sustentação.

Cabe ainda esclarecer à população que ao assumir a presidência do DEM, já encontrei um quadro de funcionários que foi mantido até o final da minha gestão. Tempo em que também foram efetuados pagamentos de rotina para despesas próprias do partido, todas devidamente registradas em prestação de contas oficial.

A mim interessa o debate dos assuntos públicos no nível que a população merece e entendo que se houver qualquer coisa que desabone a minha contribuição ao mencionado partido, que o faça o atual gestor através de instâncias competentes para avaliar e julgar os méritos. Sugiro inclusive que o mesmo busque o Ministério Público para tratar do tema e levantar o debate com argumentos sérios e verdadeiros.





oolho

Foi preso  um empresário de Campo Maior, de iniciais V. J. B. do ramo de panificadoras que estava conduzindo um veículo sob efeito de álcool e portando uma pistola Ponto 40 com numeração raspada. A arma estava carregada e uma munição deflagrada.
De acordo com o tenente coronel Rui Cordeiro, comandante do 15° Batalhão da PM de Campo Maior, a prisão foi efetuada quando o acusado estava em um bar que fica nas proximidades da Universidade Estadual do Piauí (UESPI).
A Força Tática o conduziu para a delegacia de Campo Maior onde ele ficou preso, mas logo em seguida acabou sendo liberado.
O advogado Gilberto Azevedo, que realiza a defesa do acusado, afirmou que não poderia fornecer informações sobre o caso, declarando apenas que o empresário foi liberado depois de pedido judicial e que não foi arbitrado fiança.
ARMA DA POLÍCIA CIVIL
O comandante revelou que a arma pertence a Polícia Civil e que foi possível identificar porque a pistola possui outras numerações fora a que estava raspada. “Não sabemos se ela foi roubada ou vendida por policiais, mas o caso já está sendo investigado”, garantiu.
ASSALTOS
O empresário não possui antecedentes criminais. Apesar de possuir uma grande empresa, o mesmo não é muito conhecido na cidade e suas empresas já foram assaltadas por várias vezes.




FONTE:OOLHO
   
Image title
O soldado da Polícia Militar do Piauí, Ribamar Barros, de 60 anos, que estava foragido depois que matou a balas e facadas a sua mulher, Maria Luiza de Sousa, 56 anos,a balas e facadas no Bairro Itararé em Teresina, resolveu se entregar e apresentou-se com deu advogado à Delegacia da Mulher.No auto do interrogatório ele preferiu usar do direito constitucional e ficar calado para se manifestar somente em juízo.
A polícia destaca que casos como este servem para reforçar às mulheres vítimas de violência, que denunciem, que procurem seus direitos.
O policial matou a esposa na frente de um filho, que depôs contra o pai e afirmou que a mãe sempre foi vítima de ameaças. 

GERAL